ISSN 2176-7548 Ortopedia - fcm.· Traumatologia Ortopedia e Ilustrada Ortopedia Traumatologia e...

download ISSN 2176-7548 Ortopedia - fcm.· Traumatologia Ortopedia e Ilustrada Ortopedia Traumatologia e Ilustrada

of 36

  • date post

    29-Sep-2018
  • Category

    Documents

  • view

    227
  • download

    4

Embed Size (px)

Transcript of ISSN 2176-7548 Ortopedia - fcm.· Traumatologia Ortopedia e Ilustrada Ortopedia Traumatologia e...

  • TraumatologiaeOrtopedia

    Ilustrada

    volume 1 nmero 1 2010

    ISSN 2176-7548

  • EDITORESAlberto Cliquet Jnior

    Helton Luiz Aparecido Defino

    CORpO EDITORIal Amrico Zoppi Filho

    Antonio Carlos Shimano

    Antonio Egydio de Carvalho Jnior

    Celso Herminio Ferraz picado

    Cludio Henrique Barbieri

    Claudio Santili

    Cleber Antonio Jansen paccola

    Edgard Eduard Engel

    lcio Landim

    Fbio Ferraz do Amaral Ravaglia

    Gilberto Francisco Brando

    Heitor Jos Rizzardo Ulson

    Joo Batista de Miranda

    Jos Batista volpon

    Kevin A. Raskin

    Marco Antonio Almeida Matos

    Maurcio Etchebehere

    Mauricio kfuri Junior

    Mauro Duarte Caron

    Nilton Mazzer

    Osvandr Lech

    philippe Neyret

    Rodrigo Castro de Medeiros

    Roger Badet

    Rogrio Teixeira da Silva

    Romeu Krause

    Srgio Daher

    Srgio Rocha piedade

    William Dias Belangero

  • Ortopedia

    Traumatologia

    e

    Ilustrada

    OrtopediaTraumatologia e

    Ilustrada

    publicao editada por

    Atha Comunicao & Editora

    Criao, Diagramao e produo GrficaRua Machado Bittencourt, 190 - 4o andar - Conj. 410

    Cep: 04044-000 - So paulo - Sp Tel: (11) 5087-9502 - Fax: (11) 5579-5308

    e-mail: 1atha@uol.com.br

    O contedo dos artigos publicados no reflete necessariamente a opinio da

    Revista Ortopedia e Traumatologia Ilustrada

    Sumrio

    Editorial........................................................................................5

    Tcnica cirrgica para correo do hlux valgo: chevron associada de Akin...........................................8Alberto Cliquet Jr, Cntia Kelly Bittar

    Tratamento da contratura de Dupuytren pela tcnica da palma aberta...................................................14Ricardo Alberto Lupinacci Penno, Luiz Garcia Mandarano Filho, Mrcio Takey Bezuti,

    Nilton Mazzer, Cludio Henrique Barbieri

    Realinhamento subcapital no escorregamento epifisrio proximal do fmur...........................................18Jos B. Volpon, Daniel A. Carvalho Maranho

    Tratamento de fratura osteocondral de cndilo femoral.......................................................................29Giovanna Igncio Subir Medina, Alberto Cliquet Jr

    EDITORESAlberto Cliquet Jnior

    Helton Luiz Aparecido Defino

    CORpO EDITORIal Amrico Zoppi Filho

    Antonio Carlos Shimano

    Antonio Egydio de Carvalho Jnior

    Celso Herminio Ferraz picado

    Cludio Henrique Barbieri

    Claudio Santili

    Cleber Antonio Jansen paccola

    Edgard Eduard Engel

    lcio Landim

    Fbio Ferraz do Amaral Ravaglia

    Gilberto Francisco Brando

    Heitor Jos Rizzardo Ulson

    Joo Batista de Miranda

    Jos Batista volpon

    Kevin A. Raskin

    Marco Antonio Almeida Matos

    Maurcio Etchebehere

    Mauricio kfuri Junior

    Mauro Duarte Caron

    Nilton Mazzer

    Osvandr Lech

    philippe Neyret

    Rodrigo Castro de Medeiros

    Roger Badet

    Rogrio Teixeira da Silva

    Romeu Krause

    Srgio Daher

    Srgio Rocha piedade

    William Dias Belangero

    ISSN 2176-7548

    OrtopediaTraumatologia

    e

    Ilustrada

    APOIO

    DEPARTAMENTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIAFACULDADE DE CINCIAS MDICAS DA UNICAMP

  • Ortopedia

    Traumatologia

    e

    Ilustrada

  • Ortopedia

    Traumatologia

    e

    Ilustrada

    OrtopediaTraumatologia e

    Ilustrada

    Editorial

    com grande satisfao que apresentamos classe mdica a primeira edio da Revista Ortopedia e Traumatologia Ilustrada.

    Trata-se de uma feliz parceria entre a Atha Comunicao e Editora e os Departamentos de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina de Ribeiro Preto-USP e Unicamp. Assumimos a tarefa de sermos os editores deste novo veculo de comunicao e divulgao das tcnicas cirrgicas utilizadas na Ortopedia e Traumatologia para a comunidade mdica do Brasil.

    Sob o patrocnio do Ach, esta publicao visa atravs de uma leitura prazerosa contribuir com a atualizao e avanos cientficos, alm de oferecer vrias informaes teis no cotidiano dos nossos leitores por meio de artigos ricamente ilustrados.

    A publicao est aberta a todos que queiram enviar seus artigos.

    Esperamos contribuir com a divulgao e abrir um novo canal de comunicao com os colegas.

    Alberto Cliquet Junior

    Helton L. A. Defino

    volume 1 nmero 1 2010

    OrtopediaTraumatologia

    e

    Ilustrada

  • 8

    OrtopediaTraumatologia

    e

    Ilustrada

    TcnicA ciRRgicA pARA coRREo Do hlux vAlgo: chEvRon AssociADA DE AkinAssociATion of chEvRon AnD Akin TEchniquEs foR ThE coRREcTion of ThE hAllux vAlgus

    Alberto Cliquet Jr1

    Cntia Kelly Bittar2

    1. PhD- Professor Titular do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Cincias Mdicas da UNICAMP2. Mestre e mdica Assistente do Grupo do P e Tornozelo UNICAMP/PUCCAMP

    Endereo para correspondncia:Rua Alaor Malta Guimares 431,apto 83Campinas; So Paulo; CEP: 13020-081; Email:ckbit@uol.com.br

    inTRoDuoO hlux valgo uma deformidade complexa em que, alm do desvio medial do primeiro osso metatarsal e lateral das falanges do hlux, h tambm a subluxao lateral dos sesamides, juntamente com a sua musculatura intrnseca, o que, alm do desvio em valgo do hlux, tambm causa a sua pronao.

    Kelikian1, em 1965, relacionou mais de 130 tcnicas para correo da deformidade de hlux valgo, cada qual com suas vantagens, limitaes, riscos e dependncia do estgio evolutivo da deformi-dade. Em sua reviso, nota-se que muitas das cirurgias so realizadas at os dias de hoje na sua forma original ou com poucas modificaes. A partir de 1962, desenvolveu-se e tornou-se bastante difundida a correo do hlux valgo por uma osteotomia em v do colo primeiro osso metatarsal conhecida como chevron2. A anlise da evoluo dos pacientes operados pela tcnica de osteotomia do tipo chevron mostrou que, frequentemente, com esta tcnica, nem sempre os resultados eram satisfatrios, pois havia a persistncia de alguma deformidade residual. O ngulo articular distal metatarsal (AADM), que mede a inclinao da superfcie articular do primeiro osso metatarsal, no

    Revista Ortopedia e Traumatologia Ilustrada 2010; 1(1):8-13

    REsumoAlguns casos de hlux valgo leve e moderado operados pela tcnica de osteo-tomia do tipo chevron apresentava resultados insatisfatrios, pois havia a per-sistncia de alguma deformidade residual. O ngulo articular distal metatarsal (AADM) e o hlux valgo interfalangeal, no eram corrigidos com a tcnica de chevron isolada. Por este motivo, a tcnica de osteotomia do tipo chevron osteotomia varizante de cunha fechada medial da base da falange proximal foi descrita para corrigir as deformidades residuais.

    Descritores: osteotomia/mtodos; hlux valgo/cirurgia.

    AbsTRAcTSome cases of mild and moderate hallux valgus.operated by chevron techni-que alone were dissatisfied result, because there was the residual deformity. The distal metatarsal articular angle and the hllux valgus interphalangeal, they werent corrected. Therefore, the association of chevron and Akin techni-ques for the correction of deformities was made to correct the residual.

    Keywords: osteotomy/method; hallus valgus/surgery.

  • 9

    OrtopediaTraumatologia

    e

    Ilustrada

    oRTopEDiA E TRAumATologiA ilusTRADA

    OrtopediaTraumatologia

    e

    Ilustrada

    era suficientemente corrigido. Alm disso, nos casos em que havia associao com hlux valgo in-terfalangeal, a correo no era eficaz. Por este motivo, alguns autores(3,4) resolveram associar a tcnica de osteotomia do tipo chevron osteotomia varizante de cunha fechada medial da base da falange proximal, descrita por AKIN.(5,6)

    mEToDologiAEste estudo foi aprovado pelo Comit de tica em Pesquisa da Faculdade de Cincias Mdicas da Unicamp.

    Os critrios de incluso para o tratamento cirrgico da associa-o das tcnicas foram:

    Deformidade leve ou moderada. classificada como leve, quando o ngulo do hluxvalgo

    Presena de dor na eminncia medial da cabea metatarsal sem melhora com o tratamento conservador.

    Articulao metatarsofalangeal do hlux congruente e sem sinais clnicos ou radiogrficos de artrose.

    ngulo articular distal do primeiro metatarso > 10 graus (Figura 1).

    TcnicA ciRRgicA - chEvRonAps ser submetido raquianestesia, o paciente foi colocado em decbito dorsal horizontal e foi feita a assepsia do mem-bro inferior a ser operado com iodo-povidona e lcool iodado. O campo operatrio foi protegido com campos cirrgicos este-rilizados e o p tornado exangue pela compresso, de distal para proximal, com faixa de Esmarch mantida no tero distal da perna, prxima ao tornozelo.

    A cirurgia consistiu de inciso cutnea medial retilnea do tero proximal da falange proximal do hlux, at 1/3 distal do primeiro osso metatarsal, sem disseco do nervo cutneo dorsomedial. Uma vez definidos os retalhos cutneos e feita a hemostasia com bisturi eltrico, foi exposta a cp-sula da articulao metatasofalangeal, aberta pelo seu lado medial por meio de uma inciso em Y horizontalmente desenhado, de modo a formar trs retalhos: um retalho triangular cuja base permaneceu aderida da falange proximal, um plantar e outro dorsal. Obrigatoriamente, a disseca-o da cpsula articular deve ser limitada para diminuir ou minimizar ao mximo o risco de lesar a circulao sangunea da cabea do primeiro osso metatarsal.

    Foi realizada a abertura da cpsula articular, com exposio da exostose da cabea do primeiro osso metatarsal. A exostectomia e a osteotomia foram realizadas com serra oscilatria com lmina delicada, para pequenos fragmentos. O parmetro de resseco da exostose foi o sulco entre ela e a cabea do primeiro osso metatarsa