Download - Panorama Do Teatro Ocidental

Transcript
Page 1: Panorama Do Teatro Ocidental

Panorama do Teatro Panorama do Teatro OcidentalOcidental

Teatro Grego e Teatro RomanoTeatro Grego e Teatro Romano

By Claudia Venturi

Page 2: Panorama Do Teatro Ocidental
Page 3: Panorama Do Teatro Ocidental

Função SocialFunção Social

Não é uma diversão, mas uma celebração divina, Não é uma diversão, mas uma celebração divina, religiosa;religiosa;

Teatro de todos e para todos, independente da Teatro de todos e para todos, independente da classe social;classe social;

Teatro da cidade, gratuito. Todas as atividades de Teatro da cidade, gratuito. Todas as atividades de trabalho são suspensas;trabalho são suspensas;

Teatro de festa – os valores da cidade ganham Teatro de festa – os valores da cidade ganham voz;voz;

Baseado na participação – momento de coesão Baseado na participação – momento de coesão social, de fortalecer o sentimento de cidadania social, de fortalecer o sentimento de cidadania (pertencimento a Atenas)(pertencimento a Atenas)

Page 4: Panorama Do Teatro Ocidental

Teatro Grego de Taormina – Sicília - Itália

Page 5: Panorama Do Teatro Ocidental

Características FísicasCaracterísticas Físicas O espaço cênico é construído sobre o declínio de O espaço cênico é construído sobre o declínio de

uma montanha, com o palco (orquestra) circular, uma montanha, com o palco (orquestra) circular, onde se movimentam atores e coro (a voz da onde se movimentam atores e coro (a voz da consciência ou da cidade);consciência ou da cidade);

No palco existem elementos fixos como No palco existem elementos fixos como skenéskené (parede nos fundos para as trocas dos atores) e (parede nos fundos para as trocas dos atores) e ThymeleThymele (um altar fixo em pedra); (um altar fixo em pedra);

Sem cenário – o texto deve dar todas as Sem cenário – o texto deve dar todas as explicações;explicações;

Sem figurino – todos utilizavam a mesma Sem figurino – todos utilizavam a mesma vestimenta, uso de coturnos;vestimenta, uso de coturnos;

Utilização de máscaras para amplificar a voz, Utilização de máscaras para amplificar a voz, diferenciar os personagens e também como diferenciar os personagens e também como símbolo – Creonte é o Tirano, Medéia o ciúme...símbolo – Creonte é o Tirano, Medéia o ciúme...

Page 6: Panorama Do Teatro Ocidental

Taormina

Page 7: Panorama Do Teatro Ocidental

Características geraisCaracterísticas gerais O teatro era sempre em área aberta e em contato O teatro era sempre em área aberta e em contato

com a natureza – sagrada por ser a morada dos com a natureza – sagrada por ser a morada dos deuses;deuses;

Envolvimento do público – além de não pagar, pode Envolvimento do público – além de não pagar, pode se expressar, falar, jogar o lanche se não gostar da se expressar, falar, jogar o lanche se não gostar da interpretação etc.interpretação etc.

Interpretação neutra;Interpretação neutra; Apenas 3 atores (protagonista, deuteragonista e Apenas 3 atores (protagonista, deuteragonista e

triagonista) que se revezavam de forma que o triagonista) que se revezavam de forma que o principal sempre fizesse as partes com maiores falas;principal sempre fizesse as partes com maiores falas;

É sacrado – imerso nas festas dionisíacas – deus do É sacrado – imerso nas festas dionisíacas – deus do renascimento da natureza. Sacrifício do “bode renascimento da natureza. Sacrifício do “bode expiatório”.expiatório”.

Page 8: Panorama Do Teatro Ocidental
Page 9: Panorama Do Teatro Ocidental

Gêneros DramáticosGêneros Dramáticos

Tragédia – sério, o mito que educa. Provocando Tragédia – sério, o mito que educa. Provocando sentimento de terror e piedade (catarse) purifica sentimento de terror e piedade (catarse) purifica a cidade das ameaças de subversão. Concentra-a cidade das ameaças de subversão. Concentra-se nos momentos de crise. Leva a cidade a se nos momentos de crise. Leva a cidade a refletir sobre o que teme. Coloca em cena refletir sobre o que teme. Coloca em cena debates sobre temas políticos, religiosos e debates sobre temas políticos, religiosos e morais. O herói sofre pelos erros;morais. O herói sofre pelos erros;

Drama Satírico – Apresentado após um grupo de Drama Satírico – Apresentado após um grupo de 3 tragédias. É um tipo de tragédia brincalhona 3 tragédias. É um tipo de tragédia brincalhona com os mesmos personagens;com os mesmos personagens;

Comédia – denuncia situações e comportamentos Comédia – denuncia situações e comportamentos reconhecíveis na sociedade. O herói vence, o reconhecíveis na sociedade. O herói vence, o resto é consequência.resto é consequência.

Page 10: Panorama Do Teatro Ocidental

Autores da Tragédia – sec. V Autores da Tragédia – sec. V a.C.a.C.

Ésquilo (525 – 456 a.C.) – A justiça divina culpa quem Ésquilo (525 – 456 a.C.) – A justiça divina culpa quem infringe a lei. O destino é inevitável – a punição dos infringe a lei. O destino é inevitável – a punição dos deuses coincide com a ação do homem, que não tem deuses coincide com a ação do homem, que não tem escolha – segue o seu destino. Aumenta o número de escolha – segue o seu destino. Aumenta o número de atores para dois. 7 obras – atores para dois. 7 obras – Sete contra Tebas, Prometeu Sete contra Tebas, Prometeu Acorrentado, OrestesAcorrentado, Orestes......

Sófocles (497 – 406 a.C.) – A ação que define o herói e Sófocles (497 – 406 a.C.) – A ação que define o herói e o seu destino. Por mais que ele tente se desvencilhar o seu destino. Por mais que ele tente se desvencilhar mais se afunda na ruína. Inventa a cenografia (panos mais se afunda na ruína. Inventa a cenografia (panos de fundo pintados) e introdução do 3° ator. 7 obras – de fundo pintados) e introdução do 3° ator. 7 obras – Édipo Rei, Antígona, ElectraÉdipo Rei, Antígona, Electra......

Eurípedes ( 485 – 406 a.C.) – Diminui a relação entre Eurípedes ( 485 – 406 a.C.) – Diminui a relação entre deuses e homens para interrogar a razão humana nas deuses e homens para interrogar a razão humana nas escolhas. Normas e estrutura sociais, submissão as escolhas. Normas e estrutura sociais, submissão as paixões. 17 obras – paixões. 17 obras – As Troianas, As Bacantes, MedeiaAs Troianas, As Bacantes, Medeia... ...

Page 11: Panorama Do Teatro Ocidental

Máquinas para efeitos especiais

Refletores

Page 12: Panorama Do Teatro Ocidental

Autor de Comédia – séc. V Autor de Comédia – séc. V a.C.a.C.

Aristófanes ( 445 – 380 a.C.) – através Aristófanes ( 445 – 380 a.C.) – através do riso ele revela o tecido social, do riso ele revela o tecido social, político e civil. A crua realidade interage político e civil. A crua realidade interage com utopia, soluções fantásticas e com utopia, soluções fantásticas e oníricas. 11 obras – oníricas. 11 obras – Lisistrata, As Lisistrata, As Nuvens, Os PássarosNuvens, Os Pássaros......

Page 13: Panorama Do Teatro Ocidental

Período HelenísticoPeríodo Helenístico

Pólo cultural é transferido para Alexandria no Pólo cultural é transferido para Alexandria no Egito. Com a biblioteca e o museu como Egito. Com a biblioteca e o museu como centros de armazenamento de textos, centros de armazenamento de textos, tornou-se mais fácil a transmissão de notícias tornou-se mais fácil a transmissão de notícias e desnecessário as reuniões coletivas. O e desnecessário as reuniões coletivas. O teatro sofre um profundo declínio. teatro sofre um profundo declínio.

Evolução na forma de interpretação e truques Evolução na forma de interpretação e truques de cena. de cena.

Apenas um autor se destaca – Menandro (343 Apenas um autor se destaca – Menandro (343 – 292 a.C.) – que escreve comédias com – 292 a.C.) – que escreve comédias com motivos amorosos e questões privadas, não motivos amorosos e questões privadas, não mais público. 5 obras – mais público. 5 obras – O MisantropoO Misantropo

Page 14: Panorama Do Teatro Ocidental
Page 15: Panorama Do Teatro Ocidental

A poética de Aristóteles (384 – 322 A poética de Aristóteles (384 – 322 a.C.)a.C.)

A situação trágica perfeita é aquela na qual o A situação trágica perfeita é aquela na qual o homem é superior ao nível comum – mais homem é superior ao nível comum – mais bom do que mau – que vive em prosperidade bom do que mau – que vive em prosperidade e goza de ótima reputação, por ignorância dos e goza de ótima reputação, por ignorância dos fatos ou situações adversas, passa fatos ou situações adversas, passa subitamente da felicidade para a infelicidade.subitamente da felicidade para a infelicidade.

Catarse – piedade e medo – do termo médico Catarse – piedade e medo – do termo médico que indica liberação, desabafo, corporal. Uma que indica liberação, desabafo, corporal. Uma metáfora biológica para o significado de metáfora biológica para o significado de purificação do corpo social que , depois de um purificação do corpo social que , depois de um estado de excitação física e psíquica, estado de excitação física e psíquica, reencontra um maior equilíbrio e maior reencontra um maior equilíbrio e maior consciência.consciência.

Page 16: Panorama Do Teatro Ocidental

Teatro RomanoTeatro Romano

Influencia da cultura grega, não sentido Influencia da cultura grega, não sentido como próprio. Teve seu apogeu no período como próprio. Teve seu apogeu no período imperial;imperial;

Muitas atividades espetaculares e Muitas atividades espetaculares e diferentes tipos de atores;diferentes tipos de atores;

Pão e circo (I – V d.C. – Augusto) – mais Pão e circo (I – V d.C. – Augusto) – mais diversão que no grego;diversão que no grego;

Obscenidade, lascívia e um gosto macabro Obscenidade, lascívia e um gosto macabro pelo sangue e pela tortura, motivo pelo pelo sangue e pela tortura, motivo pelo qual a igreja começava a ir contra o teatro.qual a igreja começava a ir contra o teatro.

Page 17: Panorama Do Teatro Ocidental

Interior do Coliseu - Roma

Page 18: Panorama Do Teatro Ocidental

Espetáculos Romanos - Espetáculos Romanos - ludiludi Ludi CircenseLudi Circense – desde a época monárquica - – desde a época monárquica -

corridas de carro (e outros tipos) e pugilismo. corridas de carro (e outros tipos) e pugilismo. Acrobacias, exibição de animais ferozes.Acrobacias, exibição de animais ferozes.

Ludi GladiatoriLudi Gladiatori – de origem etrusca, parte – de origem etrusca, parte integrante de celebrações fúnebres – integrante de celebrações fúnebres – combates até a morte. combates até a morte. VenationesVenationes (combate (combate com animais ferozes ambientados como uma com animais ferozes ambientados como uma caça). caça). NaumachieNaumachie (Bataglia naval) (Bataglia naval)

Ludi scaenici ou teatraisLudi scaenici ou teatrais – origem - Roma – origem - Roma (364 a.C.) – com cantos, flautas, danças de (364 a.C.) – com cantos, flautas, danças de origem etrusca e versos harmônicos e origem etrusca e versos harmônicos e satíricos. Em princípio realizados para satíricos. Em princípio realizados para acalmar os deuses em situações acalmar os deuses em situações devastantes. Tragédia e comédia.devastantes. Tragédia e comédia.

Page 19: Panorama Do Teatro Ocidental

Teatro Plástico de Roma

Page 20: Panorama Do Teatro Ocidental

Estilos Teatrais RomanosEstilos Teatrais Romanos

FescenniniFescennini – Improvisações de caráter sexual em – Improvisações de caráter sexual em festas agrícolas;festas agrícolas;

SaturaeSaturae – espetáculos de variedade com – espetáculos de variedade com pequenos quadros da atualidade dos pequenos quadros da atualidade dos camponeses. Início de um teatro não improvisado camponeses. Início de um teatro não improvisado (habilidade gestual, musical, rítmica) que (habilidade gestual, musical, rítmica) que favoreceu o aparecimento do virtuosismo teatral.favoreceu o aparecimento do virtuosismo teatral.

Fábula AtelanaFábula Atelana – 1ª forma dramática latina – 1ª forma dramática latina popular que terá uma evolução culta e escrita. popular que terá uma evolução culta e escrita. Presença de 4 personagens fixos (circundados de Presença de 4 personagens fixos (circundados de outros não caricaturais), caracterizados por outros não caricaturais), caracterizados por máscara e figurino. (+ - do sec II a.C – V d.C.)máscara e figurino. (+ - do sec II a.C – V d.C.)

Page 21: Panorama Do Teatro Ocidental

Plástico de Roma

Page 22: Panorama Do Teatro Ocidental

Tragédia e ComédiaTragédia e Comédia Ludi scaeniciLudi scaenici – graças aos escravos ou libertos – graças aos escravos ou libertos

cultos, originários da Magna Grécia, que o cultos, originários da Magna Grécia, que o teatro baseado no texto vem a substituir o teatro baseado no texto vem a substituir o improvisado;improvisado;

Ligação superficial com a religião;Ligação superficial com a religião; A tragédia manteve características gregas;A tragédia manteve características gregas; A comédia se misturou com a tradição A comédia se misturou com a tradição

preexistente, com predileção pela dança e preexistente, com predileção pela dança e canto. O coro é excluído;canto. O coro é excluído;

A tragédia e comédia que mantinham os temas A tragédia e comédia que mantinham os temas gregos foram chamados gregos foram chamados Fábula CothurnataFábula Cothurnata e e Fábula PalliataFábula Palliata;;

Tragédia e comédia com temas romanos – Tragédia e comédia com temas romanos – Fábula PraetextaFábula Praetexta e e Fábula TogataFábula Togata..

Page 23: Panorama Do Teatro Ocidental

Mimo – de origem grega, representação da Mimo – de origem grega, representação da vida cotidiana com cantos e dança. Parte da vida cotidiana com cantos e dança. Parte da imitação e da representação que facilitam a imitação e da representação que facilitam a fantasia. Importante o rosto nu (ator de fantasia. Importante o rosto nu (ator de baixa condição não precisa se esconder com baixa condição não precisa se esconder com uma máscara). Pés descalços permitem uma máscara). Pés descalços permitem maior mobilidade. Aparecem atrizes, maior mobilidade. Aparecem atrizes, consideradas bruxas ou prostitutas. consideradas bruxas ou prostitutas. Obscenidade. Obscenidade.

Pantomima – Um orador recita uma história Pantomima – Um orador recita uma história mítica, trágica ou melodramática e o mítica, trágica ou melodramática e o “pantomimo” representa as reações “pantomimo” representa as reações emotivas com coreografias e gestos emotivas com coreografias e gestos simbólicos. Virtuosismo baseado na música simbólicos. Virtuosismo baseado na música e na plasticidade do corpo. Mais dança que e na plasticidade do corpo. Mais dança que representação. Uso de máscaras.representação. Uso de máscaras.

Page 24: Panorama Do Teatro Ocidental

Planta do teatro de Marcello – 1)Orquestra, 2)cavea, 3)Forma semi-circular, 4)cena fixa, 5)Pórtico multifuncional

Page 25: Panorama Do Teatro Ocidental

Autores RomanosAutores Romanos Plauto (254 – 148 a.C.) - Comédia – derivado da Plauto (254 – 148 a.C.) - Comédia – derivado da

Comédia nova, conflitos entre os aspirantes a Comédia nova, conflitos entre os aspirantes a um bem, que enfrentam dificuldades e intrigas. um bem, que enfrentam dificuldades e intrigas. Invertida de aspectos característicos da Invertida de aspectos característicos da sociedade romana (escravo que vira patrão)sociedade romana (escravo que vira patrão)

Terenzio (194 – 159 a.C.) – comédia – insere Terenzio (194 – 159 a.C.) – comédia – insere trechos de outros dramas (criticado por isso). trechos de outros dramas (criticado por isso). Procurava estimular a paixão, amizade e Procurava estimular a paixão, amizade e relações familiares. Aprovação maior posterior relações familiares. Aprovação maior posterior que contemporâneo.que contemporâneo.

Sêneca – (4 a.C. – 65 d.C.) – tragédias com Sêneca – (4 a.C. – 65 d.C.) – tragédias com intuito pedagógico, provavelmente destinadas intuito pedagógico, provavelmente destinadas mais a leitura que a representação, ´mesmo pelo mais a leitura que a representação, ´mesmo pelo seu gosto macabro, o que dificultava a seu gosto macabro, o que dificultava a encenação.encenação.

Page 26: Panorama Do Teatro Ocidental

AtoresAtores

Histriões – atores de tragédia e comédia;Histriões – atores de tragédia e comédia; Mimos ou saltadores – atores de menor Mimos ou saltadores – atores de menor

importância, inclusive mulheres, má fama.importância, inclusive mulheres, má fama.

A partir do sec. I a.C., os protagonistas de A partir do sec. I a.C., os protagonistas de mimo e pantomima começaram a se mimo e pantomima começaram a se destacar e ser chamados destacar e ser chamados DivoDivo. A . A gestualidade ganhava grande importância gestualidade ganhava grande importância e solicitava longa preparação, pois um e solicitava longa preparação, pois um teatro poderia comportar até 14 mil teatro poderia comportar até 14 mil espectadores.espectadores.

Page 27: Panorama Do Teatro Ocidental

Modelos de teatro Romano

Page 28: Panorama Do Teatro Ocidental

Características físicasCaracterísticas físicas

Máscara – controvérsias quanto ao uso.Máscara – controvérsias quanto ao uso. Figurino – Mimos simples, provavelmente túnica / Figurino – Mimos simples, provavelmente túnica /

pantomimos, confortável / Tragédia, mais pantomimos, confortável / Tragédia, mais suntuosos / Comédia, mais variado de acordo com suntuosos / Comédia, mais variado de acordo com o personagem.o personagem.

Música – mais improvisada para prender a atenção.Música – mais improvisada para prender a atenção. Cenário – Parece que era simples, com indicações Cenário – Parece que era simples, com indicações

no texto sobre a ambientação. No entanto no texto sobre a ambientação. No entanto continha: continha: scenae fronsscenae frons (arquitetura similar a (arquitetura similar a fachada de um prédio com várias aberturas), fachada de um prédio com várias aberturas), periaktoiperiaktoi (prismas triangulares, rotáveis, pintados (prismas triangulares, rotáveis, pintados com uma cena trágica de um lado, uma cômica no com uma cena trágica de um lado, uma cômica no outro e uma satírica no último) e outro e uma satírica no último) e aulaeumaulaeum (Pano (Pano pintado que desce ao fundo com uma nova cena)pintado que desce ao fundo com uma nova cena)

Page 29: Panorama Do Teatro Ocidental

Ruínas de teatro romano

Page 30: Panorama Do Teatro Ocidental

Composição e Tradução: Composição e Tradução:

Claudia VenturiClaudia VenturiAtriz, Diretora e Professora de TeatroAtriz, Diretora e Professora de Teatro

Bibliografia: Bernardi, C. e Susa, C. Storia Bibliografia: Bernardi, C. e Susa, C. Storia Essenziale del Teatro. Vita e Pensiero. Essenziale del Teatro. Vita e Pensiero. Milano.Milano.