Regulamento Do Internato Nanro

of 21 /21
REGULAMENTO DO INTERNATO C.A.E.A.A.C. COLÉGIO AGRÍCOLA ESTADUAL ADROALDO AUGUSTO COLOMBO – Ensino Médio e Profissional 2011

Embed Size (px)

description

Regula

Transcript of Regulamento Do Internato Nanro

REGULAMENTO DO INTERNATO

C.A.E.A.A.C.

COLGIO AGRCOLA ESTADUAL

ADROALDO AUGUSTO COLOMBO Ensino

Mdio e Profissional

2011

SUMRIO

REGULAMENTO DO INTERNATO

........................................................................................

1

SUMRIO

...........................................................................................................................

2

PREMBULO

........................................................................................................................

3

REGULAMENTO DO INTERNATO

......................................................................................

3

CAPTULO I

...........................................................................................................................

3

Das Disposies Preliminares

...........................................................................................

3

CAPTULO II

..........................................................................................................................

3

Das Dependncias do Colgio

....................................................................................

3

SEO I

................................................................................................................................

3

Do Alojamento

.....................................................................................................................

3

SEO II

...............................................................................................................................

4

Da Sala de Aula

...................................................................................................................

4

SEO III

..............................................................................................................................

5

Da Secretaria

........................................................................................................................

5

SEO IV

..............................................................................................................................

5

Do Prdio do Colgio

..........................................................................................................

5

SEO V

...............................................................................................................................

5

Do Refeitrio

........................................................................................................................

5

CAPITULO III

.........................................................................................................................

6

Dos Discentes

......................................................................................................................

6

SEO I

........................................................................................................................

6

Dos Direitos

..................................................................................................................

6

Dos Deveres

.................................................................................................................

6

SEO III

..............................................................................................................................

7

Das Proibies

.............................................................................................................

7

SEO IV

..............................................................................................................................

8

Das Sanes

................................................................................................................

8

CAPITULO IV

........................................................................................................................

8

Das Informaes Gerais

..............................................................................................

8

PREMBULO

O presente documento foi elaborado coletivamente pela equipe da Direo,

Coordenao Pedaggica, com participao de professores e funcionrios deste Colgio.

Analisado, discutido e aprovado por todos os seguimentos da comunidade escolar.

Tornando-se assim um documento interno que dever fazer-se valer em todas as

situaes, e por todos os membros da comunidade escolar.

Os casos que por ventura no constem no presente documento devero ser

levados para apreciao e deciso do Conselho Escolar.

REGULAMENTO DO INTERNATO

CAPTULO I

Das Disposies Preliminares

Art. 1 -

O presente Regulamento disciplina o funcionamento interno do Colgio Agrcola

Estadual Adroaldo Augusto Colombo Ensino Mdio e Profissional, quanto ao Ambiente

Escolar, Internato e Refeitrio, ser regido pelas normas nele constantes, alm do que j

consta no Regimento Escolar.

Art. 2

-

So condies bsicas para o aluno pleitear seu ingresso ao Alojamento:

I - apresentar bom comportamento ;

II - acatar integralmente s normas estabelecidas neste Regulamento;

III - ter menor renda familiar entre os candidatos;

IV - ser exclusivamente do sexo masculino;

V - residir fora do Municpio de Palotina, ou na zona rural do municpio, em que o

transporte escolar no atende.

VI ser menor de 18 anos.

Pargrafo nico -

Entende-se por Alojamento o conjunto de apartamentos prprios para 6

pessoas, e demais espaos, equipamentos e instalaes do Colgio, destinados vida

de internato de alunos no residentes no Municpio de Palotina, tais como, cama, armrio

individual, banheiro em cada apartamento, lavanderia, cozinha, refeitrio, chuveiro eltrico

e ambientes para estudo, recreao, lazer, circulao e para as prticas de ensino.

CAPTULO II

Das Dependncias do Colgio

SEO I

Do Alojamento

Art. 3 - O Alojamento ofertado pelo Colgio no ter custos aos alunos, ficando os alunos

alojados comprometidos com a realizao de atividades e tarefas para fins didticos nas

dependncias do Colgio, como tambm devero atender nos plantes noturnos, de final

de semana e de feriados, quando necessrio.

Art. 4 - O aluno hospedado no Alojamento, fica inteiramente responsvel por seu material

escolar e demais pertences, tanto os que se encontram em sala de aula, como no

Alojamento ou nas demais dependncias do Colgio, devendo, dentro do possvel,

identific-los com seu nome ou nmero a ele atribudo.

Art. 5 - O aluno morador do Alojamento deve colaborar ao mximo com a conservao

das instalaes onde est localizado o Alojamento, do mobilirio e de todo o material

escolar de uso coletivo.

Art. 6 - O responsvel legal do aluno (pai, me, tutor) dever indenizar os prejuzos

quando for causar danos materiais ao Alojamento ou ao Colgio como um todo.

Pargrafo nic

o -

A extenso e o valor dos danos causados pelo aluno, sero calculados

e orados por uma Comisso interna do Colgio especialmente constituda para esta

finalidade, ou conforme o caso, por empresas e profissionais dos ramos afins.

Art. 7 - O aluno favorecido com o regime de internato, dever portar-se

convenientemente em todas as dependncias do Alojamento.

Art. 8 - O aluno perder o direito, e ter que deixar o Alojamento, caso a maioria dos

membros da Comunidade Escolar julgar suas atitudes inadequadas ao ambiente.

1.

O aluno, antes de ser excludo do Alojamento, ser notificado das razes ou

motivos de sua excluso, podendo apresentar recurso, por escrito, pleiteando sua

defesa, endereado ao Diretor do Colgio.

2. Conforme a gravidade do caso, o aluno, tambm poder responder perante outras

instncias da Lei, em especial ao Conselho Tutelar da Comarca de Palotina, se for menor,

ou ainda Justia da Comarca de Municpio de Palotina.

Art. 9 - O aluno dever deixar o Alojamento, deste Colgio, imediatamente, quando

concluir o curso, quando incorrer em reprovao por falta de aproveitamento escolar, ou

ainda, quando desistir dos estudos.

Art. 10 - O aluno s poder se ausentar do Alojamento, quando menor de idade civil, com

autorizao dos seus pais ou responsveis, nos termos do Ofcio Circular n. 023/2007-

DET/SEED, de 22 de maro de 2007.

Art. 11 Para o aluno interno, a lavanderia ter uso restrito para lavar uniformes, roupas

de cama e de banho,

1. O aluno residente no Alojamento dever zelar pela limpeza e asseio de seus trajes,

bem como pela guarda ou acondicionamento da roupa usada, enquanto no for

encaminhada para lavanderia ou lavada.

2. Para lavar peas particulares de roupas ou vestimentas intimas, os servios e as

despesas ficam por conta e de responsabilidade de cada aluno.

Art. 12 Os alunos que dependem do internato aos finais de semana devero participar

das atividades da Unidade Didtica Produtiva conforme as necessidades da Unidade

Didtica Produtiva UDP, para fins didticos, conforme previsto neste Regulamento.

Art. 13 Cabe ao Orientador Pedaggico de Internato a responsabilidade pela

administrao do Alojamento e Internato, conforme consta em cargo contemplado na

demanda do Colgio.

Art. 14 O responsvel legal do aluno interno dever comparecer ao Colgio no mnimo

trs (3 ) vezes ao ano para o acompanhamento do desempenho escolar e desempenho

no internato, conforme declarao assinada no ato da matrcula.

SEO II

Da Sala de Aula

Art. 14 obrigatrio ao aluno permanecer na sala de aula nos horrios de aula, vedada

sua permanncia nas dependncias do Alojamento, sem expressa permisso.

Art. 15 - O aluno do Alojamento, como qualquer outro aluno do Colgio, dever tratar

sempre com civilidade e respeito, os funcionrios, professores e colegas.

Art. 16 - As ordens e determinaes do Orientador Pedaggico de Internato, Inspetores,

Vigias e Administrador de Internato no ptio ou corredores devem ser acatadas, porque

correspondem s ordens da Direo.

Art. 17 - O aluno do Alojamento, assim como tambm qualquer aluno deste Colgio,

dever falar em voz baixa no ptio, nos corredores e nas imediaes do Colgio, evitando

correrias, algazarra e brincadeiras de mau gosto.

SEO III

Da Secretaria

Art. 18 - O aluno quando se ausentar do Alojamento com a autorizao dos pais ou seus

responsveis, dever sempre comunicar o Orientador Pedaggico de Internato, Direo

ou equipe pedaggica (a) do estabelecimento, ou ainda, algum membro da Equipe

Pedaggica do Colgio, bem como assinar o livro de registro de sadas.

Art. 19 - O aluno que no for para sua residncia nos finais de semana ou nos feriados,

dever relacionar no mnimo 24

:00h antes

seu nome na secretaria do Colgio, informar ao

Orientador Pedaggico de Internato ou Equipe Pedaggica do Colgio, para o

planejamento das refeies e atividades na Unidade Didtica Pedaggica, e caso isso

no ocorra, o Colgio no se responsabilizar por suas refeies, no podendo tambm

fazer uso da cozinha e das dependncias do refeitrio do estabelecimento de ensino, sem

prvia autorizao.

Art. 20 A Equipe Pedaggica e os setores administrativos do Colgio, atendero

o aluno

interno ou qualquer outro aluno do Colgio

, para tirar as dvidas, mas somente nos

horrios de intervalos, no permitindo a sada de aluno de sala, durante as aulas, ficando

os responsveis pela administrao do Colgio nos finais de semana , esclarecer as

dvidas dos alunos internos.

Art. 21 - Para solicitao de documentos e declaraes, o aluno interno, como qualquer

outro aluno do Colgio, dever requerer seu pedido Secretaria do Colgio, com no

mnimo 24 horas de antecedncia.

SEO IV

Do Prdio do Colgio

Art. 22 - O prdio do Colgio dever ser perfeitamente conservado, pois, os danos

ocasionados a qualquer uma das instalaes provocadas por aluno, devero ser

recuperados, com os custos repassados aos responsveis legais do aluno, to j que o

autor da infrao for identificado.

Pargrafo nico -

Cabe ao aluno ou seus responsveis, dentro do prazo estabelecido

pelo Colgio, apresentar defesa, se eventualmente no houver concordncia com a

imputao da culpabilidade e do valor das indenizaes ou extenso dos reparos

exigidos.

Art. 23 - O aluno dever colaborar na manuteno e limpeza do Colgio, principalmente

da sua sala de aula e das dependncias do Alojamento.

Pargrafo nico - O Colgio estabelecer uma escala de servios de limpeza e

conservao, a ser fixada pelo Orientador Pedaggico de Internato, devendo a mesma

ser seguida e obedecida pelos alunos do Alojamento.

Art. 24 - Ser cobrado do aluno ou de seu responsvel legal, o conserto ou a reposio de

objetos do Colgio danificados ou eventualmente subtrados por ele, tais como carteiras,

ventiladores, torneiras, acessrios de banheiro, lmpadas, ferramentas, e outros

pertences do Colgio ou de colegas.

Art. 25 - Por questo de ordem e de preservao da documentao, de privacidade e da

qualidade dos servios do Colgio, no ser permitido ao aluno, a sua entrada na

Secretaria, na Sala dos Professores, na Cozinha e em outras dependncias internas ou

administrativas, sem convite ou prvia autorizao.

SEO V

Do Refeitrio

Art. 26 O aluno, ao fazer uso do refeitrio, nos horrios de refeio ou lanches, dever

formar fileira,manter a ordem na mesma, respeitando a vez do colega para se servir.

Art. 27 - Os alunos do Colgio e alunos do Internato do Colgio podero entrar no

refeitrio com shorts e bermuda do uniforme escolar, alm do uniforme escolar durante o

perodo de aula.

Pargrafo nico Os alunos do Internato do Colgio, podero entrar no refeitrio do

Colgio, aps as 17h00min, sbados, domingos e feriados

com

as suas vestimentas que

usam no convvio com os seus familiares , ficando dispensados de usar o uniforme do

Colgio durante o perodo entre as 17:00h at 07

:00h da manh , sbados, domingos e

feriados em que estiverem alojados no Internato do Colgio.

Art. 28 - Os horrios para refeies e atividades gerais devero ser respeitados por toda

comunidade escolar, alunos, funcionrios, professores e dirigentes, para uso do refeitrio

e dependncias gerais, respeitando os seguintes horrios:

XXIV.

- Alvorada,

higiene pessoal

, limpeza dos alojamentos: 06h30min s

07h00min.

b) - Caf da manh : 07h00min s 07h30min.

c) - Lanche da manh: 09h35min s 09h50min.

d) Almoo: 12h00min s 13h00min.

e) - Lanche da tarde:15h15min s 15h30min.

f) Lanche : 17:00 s 17:30.

h) - Jantar: 19h30min s 20h30min.

i) - Videoteca, Biblioteca, CELEM, 2 Tempo, laboratrio de informtica e estudos

gerais:17h30min s 22h30min, conforme a organizao da instituio de ensino.

j) - Silncio e repouso: das 22h30min

s 06h30mim.

1 - As refeies, normalmente, devero ser feitas somente no Refeitrio, podendo em

casos especiais a Direo do estabelecimento autorizar excees.

2 - As lmpadas do Alojamento sero apagadas s 23h00min. pelo Professor

Orientador do Internato, Inspetor, Vigia ou Administrador de Internato no sendo permitido

depois desse horrio acender lmpadas ou perturbar o silncio geral e repouso dos que

se encontram descansando.

CAPITULO III

Dos Discentes

SEO I

Dos Direitos

Art. 29 O aluno que pleiteou seu ingresso no Internato do Colgio e tiver obtido a vaga,

tem os seguintes direitos:

I - receber o apartamento limpo e arrumado;

II Alojamento com as instalaes eltricas em funcionamento;

III a parte hidrulica de banheiros em pleno funcionamento e sem vazamentos ou

entupimentos;

IV os apartamentos em boas condies de manuteno geral para seu uso;

V receber refeies com qualidade e com cardpio variado, em horrios adequados,

conforme estabelecido neste Regulamento;

VI utilizar biblioteca para pesquisa e estudos aps as 17h00min durante os dias letivos;

VII utilizar a sala de TV, vdeo, laboratrio de informtica, sala de jogos, os espaos

para recreao e os espaos para prtica de esportes;

VIII utilizar com autorizao do responsvel pela cozinha do Colgio , gua quente para

fazer chimarro e terer.

SEO II

Dos Deveres

Art. 30 Com o intuito de favorecer ao aluno um ambiente saudvel e educativo, o

mesmo deve seguir algumas normas, constituindo-se em deveres do aluno alojado, tais

como:

I respeitar professores, dirigentes, funcionrios e colegas;

II responder chamada diariamente s 22h00min nas dependncias do Internato do

Colgio;

III

estender

roupas somente nos varais;

IV respeitar as disposies dos mveis em todas as dependncias do Colgio;

V preservar a limpeza das

instalaes do Alojamento e das dependncias do

Colgio;

VI Nas sadas das dependncias do Colgio, quando retornar, apresentar-se ao

Inspetor do Internato ou a Coordenao Pedaggica.

VII assistir aulas prticas e tericas conforme horrio de aulas.

SEO III

Das Proibies

Art. 31 - Ao aluno alojado nas dependncias do Colgio, em regime de internato

terminantemente proibido:

I - fumar nas salas e dependncias do Colgio, tais como,refeitrio, biblioteca, sala de

aula, sala de recepo, laboratrios, jardins e outros, conforme determina a Lei Estadual

n. 8852/88;

II - entrar nos alojamentos de colegas, sem ser convidado pelos moradores dos mesmos;

III - namorar dentro do estabelecimento, criando situaes desagradveis, e por esse

motivo, poder ser comunicado aos pais ou responsveis, para que sejam tomadas s

providncias necessrias, conforme cada caso;

IV - namorar nas imediaes do Colgio, ou ainda, trazer ou chegar acompanhado (as)

por estranho, a p ou de veculo;

V usar e ingerir bebidas alcolicas, fumo e drogas, no alojamento, ou em qualquer

dependncia do Colgio, bem como chegar alcoolizado no estabelecimento, conforme

determina a Lei Estadual n. 8852/88, e caso isso ocorra, os pais sero avisados

imediatamente e o aluno perder o Alojamento;

VI - fazer furos nas paredes, colar figuras ou riscar os mveis;

VII - cozinhar dentro do alojamento;

VIII - jogar lixo de qualquer natureza nas dependncias do Colgio;

IX receber ou permitir a entrada, hospedagem e visita de pessoas estranhas ao

alojamento, sem autorizao da direo;

X - retirar colches ou travesseiros dos apartamentos para uso nos corredores e outras

dependncias do Colgio, incluindo sala de vdeo;

XI - portar arma de fogo e qualquer outro tipo de

arma branca ou de fogo

no Colgio;

XII - entrar na cozinha, almoxarifado, secretaria, sala dos professores, ou outra

dependncia privativa, sem ser convidado;

XIII - fazer algazarra na fila do refeitrio ou nas dependncias do Colgio;

XIV - faltar nos setores, nas aulas tericas e prticas sem justificativa da Equipe

Pedaggica;

XV - gazear aulas;

XVI - jogar baralho e fazer apostas em jogos de azar nos Alojamentos ou sala de aula;

XVII - perturbar o silncio em qualquer dependncia do Colgio e principalmente no

Alojamento, entre s 22h30min e s 06h30m;

XVIII - praticar qualquer espcie de fu

rto ou roubo;

XIX deixar o quarto sujo;

XX - pular janelas;

XXI - desrespeitar alunos que ajudam nas atividades dirias, conforme escala de servios;

XXII - abrir armrio de colegas sem autorizao;

XXIII - praticar qualquer tipo de trote, ato de humilhao de colega bullying ou

ciberbullying;

XXIV - no cumprir os horrios de sada e de chegada, estabelecidos no Regulamento e

Normas Internas do Colgio;

XXV - ausentar-se do Colgio sem autorizao dos pais e sem comunicar a direo e/ou

orientao de internato;

XXVI - levar alimentos do refeitrio para o alojamento, estando autorizado a trazer

merenda de sua casa para o Alojamento;

XXVII - uso de qualquer espcie de aparelho ou equipamento para esquentar gua no

interior do Alojamento;

XXVIII - utilizar-se de carona nas imediaes do Colgio;

XXIX trazer ou criar animais domsticos com finalidades zootcnicas ou de estimao,

bem como praticar qualquer atividade agrcola fora da proposta pedaggica,

para fins de

lazer ou de comrcio;

XXX usar aparelhos eletro/eletrnicos, no apartamento;

XXXI trazer veculos motorizados, bicicleta e animais de passeio e guard-los nas

dependncias do Colgio;

XXXII praticar rifas ou jogos de azar, bem como organizar competies fora da Proposta

Pedaggica;

XXIX cumprir as demais normas e obrigaes fixadas no Regimento Escolar deste

Colgio.

SEO IV

Das Sanes

Art. 32 - Em caso de infrao ao Regulamento Interno, o aluno receber advertncia

escrita, do Pedagogo Orientador, Administrador do Internato, ou Direo

Art.33 O aluno interno poder ter trs ou mais advertncias escritas do Pedagogo

Orientador, Administrador do Internato ou Direo.

Pargrafo nico

. Dependendo da gravidade da infrao, o aluno interno poder

ter

encaminhada sua situao para apreciao do Conselho Escolar, que analisar sua

situao e emitir uma deciso final.

Art.34 Dos casos encaminhados para apreciao do Conselho Escolar, as decises

devero ser repassadas para o Diretor do Colgio

,

e este comunicar as decises para o

responsvel legal do aluno interno e far a aplicao da respectiva sano.

CAPITULO IV

Das Informaes Gerais

Art. 35 Aps o perodo de aulas prticas e tericas, entre o horrio das 8h00min as

17h15min, os alunos internos tero a sua disposio aulas do programa CELEM-

Espanhol e o Programa Segundo Tempo da Paran Esportes, em dias alternados.

Pargrafo nico

. O Colgio dispe tambm de biblioteca escolar e laboratrio de

informtica, para a elaborao de trabalhos escolares e leituras, para uso entre o perodo

das 18:00h s 22:00h, conforme a organizao da instituio.

Art. 36 - Alm deste Regulamento Interno, deve ser obedecido o que consta no

Regimento Escolar, aprovado pelo Conselho Escolar e pelo NRE-Toledo Ncleo

Regional de Educao de Toledo, como rgo da Secretaria de Estado da Educao.

Art. 37 - O presente Regulamento entra em vigor aps sua aprovao pelo Conselho

Escolar do Colgio Agrcola Estadual Adroaldo Augusto Colombo, do Municpio de

Palotina, e de sua homologao pelo NRE/Toledo.

Palotina, 10 de novembro de 2010.

Gelso Dalla Costa

Portaria 2997/10