PATOLOGIA Calcificacoes

download PATOLOGIA Calcificacoes

of 12

Embed Size (px)

Transcript of PATOLOGIA Calcificacoes

  • 8/17/2019 PATOLOGIA Calcificacoes

    1/12

     

    Universidade Federal de GoiásCampus Jataí 

    Patologia Geral

     PATOLÓGICAS PATOLÓGICAS PATOLÓGICAS PATOLÓGICAS 

    Prof. Marina Pacheco Miguel

  • 8/17/2019 PATOLOGIA Calcificacoes

    2/12

    Introdução

     CALCIFICAÇÃO NORMAL

    Deposição mineral em matriz orgânica (osteóide) de ossos na forma de fosfato básico

    de cálcio e hidroxiapatita

    Regulada por fatores hormonais, nutricionais e sangüíneos

     CALCIFICAÇÕES PATOLÓGICAS

    Deposição mineral de sais de cálcio em tecidos frouxos não-osteóides na forma de

    carbonatos, citratos ou fosfatos (semelhante à hidroxiapatita)

    Associado a outros processos patológicos ou em tecidos normais

  • 8/17/2019 PATOLOGIA Calcificacoes

    3/12

     TIPOS:

    Calcificação distrófica

    Deposição de sais de cálcio em tecidos lesados

     , ,

    Independe do nível de cálcio plasmático, mas intensifica em quadros de

    hipercalcemia

    Calcificação metastática

    Deposição de sais de cálcio em tecidos normais devido a hipercalcemia

  • 8/17/2019 PATOLOGIA Calcificacoes

    4/12

     CALCIFICAÇÃO DISTRÓFICA:

    Lesões antigas e de progressão lenta

    Localizadas

    Importância: indica lesão prévia

     

    Placas ateromatosas, arterioesclerose, válvulas

    cardíacas, tendões e tumores

    Necrose antiga e não reabsorvida

    Abcessos crônicos, larvas e parasitas mortos

    Granulomas de Tuberculose

    Esteatonecrose

    Infarto de miocárdio e músculo esquelético

  • 8/17/2019 PATOLOGIA Calcificacoes

    5/12

      PATOGÊNESE:

    Iniciação:

    Captação de cálcio por fosfolípedes e proteínas presentes em vesículas

    Estabilização da preciptação de fosfato e cálcio por fosfatases e

    metaloproteinases

    Crescimento:

    Ruptura de vesículas

    Liberação e acomodação de cristais em colágeno

    Fatores que podem influenciar:

    ph local

    Vitamina D e níveis de Ca e P

    Suprimento sanguíneo e hormônios

  • 8/17/2019 PATOLOGIA Calcificacoes

    6/12

     ASPECTO MACRO E MICROSCÓPICO:

    Macroscopia:

    Sitio da lesão esbranquiçado, consistência arenosa ou pétrea, constatação

    “ ”

    Microscopia:

    Sais de cálcio coram-se de azul (intensamente basofílico) e apresentam

    aspecto amorfo – coloração de H&E

    Coloração diferencial: VonKossa (cálcio depositado cora-se de negro)

  • 8/17/2019 PATOLOGIA Calcificacoes

    7/12

     CONSEQUÊNCIAS:

    Dependentes do local e da intensidade do processo

    Válvula cardíaca: rigidez permanente

    Arteriosclerose: predispõe à trombose

    Focos de calcificação em músculo esquelético após injeções oleosas

    superficiais: formação de massas duras semelhantes a tumores

    Depósito calcário: provocar reação inflamatória discreta

    A calcificação patológica é IRREVERSÍVEL

  • 8/17/2019 PATOLOGIA Calcificacoes

    8/12

     CALCIFICAÇÃO METASTÁTICA:

    Lesões disseminadas

    Sem lesão prévia

    Condição determinante: Hipercalcemia (absoluta ou relativa)

    Relação Ca:P (2:1)

    1) Aumento da absorção de cálcio no TGI por excesso de Vit. D

    2) Mobilização excessiva de cálcio dos ossos (imobilização ou osteólise)

    3) Hiperparatireoidismo primário ou secundário

    Renal

    Nutricional

    Síndrome paraneoplásica

  • 8/17/2019 PATOLOGIA Calcificacoes

    9/12

      PATOGÊNESE:

    Controle hormonal da relação Ca:P

    Paratormônio - estimulado pela HIPOCALCEMIA

    Aumento da reabsorção óssea elevando o Ca++ plasmático

     

    Aumento da excreção de fósforo renalAumento da solubilidade da relação Ca2+/ PO4HO2- no plasma

    Aumento da absorção de cálcio intestinal

    Retardo na mineralização do osteóide

    Calcitonina – estimulada pela HIPERCALCEMIA

    Diminuição na reabsorção óssea, reduzindo o Ca2+ plasma

    Estimulação na mineralização do osteóide

  • 8/17/2019 PATOLOGIA Calcificacoes

    10/12

     HIPERPARATIREOIDISMO PRIMÁRIO

    Hiperfunção da paratireóide

    aumento da função das células produtoras de paratormônioneoplasia ou hiperplasia (raro)

    perca cem aProgressiva lc olc o

    Ca : PCa : P

    FósforoFósforo

  • 8/17/2019 PATOLOGIA Calcificacoes

    11/12

    Insuficiência renal crônica ou displasia

    Retenção de fosfatos

    Hiperfosfatemia por hipofosfatúria

     HIPERPARATIREOIDISMO SECUNDÁRIO RENAL

    Hipocalcemia relativa e aumento da secreção de paratormômio

    Hipercalcemia (moblização excessiva de cálcio ósseo por osteoclastos)

    Deposição de cálcio em: Mucosa gástrica

    Rins

    Septo alveolar

  • 8/17/2019 PATOLOGIA Calcificacoes

    12/12

    Neoplasias produtoras de substâncias análogas ao paratormônio

    Calcinoses tumorais

     

     SÍNDROME PARANEOPLÁSICA

    Importante como indicador prévio de alterações neoplásicas

    Tipos de neoplasias:

    Adenocarcinomas mamárias

    Linfossarcomas