Accelerate learning APRH

download Accelerate learning   APRH

of 35

  • date post

    11-Nov-2014
  • Category

    Business

  • view

    982
  • download

    1

Embed Size (px)

description

Palestra que ministrei no encontro de RH em Sorocaba na APRH. Tema: Aprendizado acelerado

Transcript of Accelerate learning APRH

  • 1. Aprendizado acelerado Para novos lderes e grandes potenciaispor Daniel de Carvalho LuzPalestra na APRH 29 de agosto 2012

2. Accelerated learning New Leaders and High Potentials Apresentado porDaniel de Carvalho Luz Palestra Mensal APRH2Agosto 2012 3. Para fazer download dos slidesSlides disponveisemhttp://www.slideshare.net/daniel.luz/presentationsContato:+ 55 15 9126 5571Daniel.luz@jci.compor Daniel de Carvalho LuzPalestra na APRH 29 de agosto 2012 4. Para refletirSe voc acha a educao cara, experimente aignorncia.Por Daniel de Carvalho Luz Derek Curtis Bok, Reitor de Harvard (1971-1991)Palestra na APRH 5. Aprendizado Acelerado para novos lderes e potenciais por professor Daniel de Carvalho LuzEncontro de Gestores APRH SorocabaAgosto de 2012Apoio Intermdica 6. A 5 economia do mundo at 2030Por queprecisamos acelerar a formaode lderes?Fonte: EIU CountryData; anlise BCG 7. Perspectiva otimista MacroeconomiaO Brasil hoje a7 economia do mundo, comexpectativa de subir 5 posio at 2030, e emalguns cenrios, como o de umareportagem da revista britnicaThe Economist, espera-se que issoacontea at 2025; Por Daniel de Carvalho Luz Palestra na APRH 8. Se ns no prepararmos nossoslderes agora, quem ospreparar?8 9. Na velocidade das mudanas Se a taxa de crescimento das vendas da sua empresa for sempre maior que a taxa decrescimento dos seus profissionais, vocsimplesmente no conseguirexecutar, e conseqentemente construir uma grande empresa.David Packard, Fundador da HP9 10. Componentes do conjunto de talentos brasileiroProve a quantidade deFormao transforma pessoas em Demografiapessoas para o conjuntotalentos por meio dos ensinos, bsico de talentos,tcnico, superior, de lnguas, estrangeiras, e por meio de Demografia base para aexperincias internacionais formao de um conjunto de talentos. Significa a Capacita as pessoas a disponibilidade ou no de exercer diferentes funes Formao de populao economicamenteativa para formar a fora de na economia pessoas trabalho do pasa. Quantidade de educaob. Qualidade da educaoc. Alinhamento do ensino com o mercadod. Internacionalizao do ensinoPermite fechar lacunas temporriasde pessoas naCirculao de talentos se refere Permite importareconomia importao e exportao deexpertise internacional e profissionais. A circulao ampliar/consolidar afenmeno natural e deve serformao dos talentos gerida para trazer benefcios ao nacionais pas a. Brain gain b. Brain drainCirculao de talentos 11. Talent index 2012 12. NBR ISO 10015EM BUSCA DA EFICCIAEM TREINAMENTONORMA ABNT NBR ISO 10015:2001 Gesto da qualidadeDiretrizes para treinamentoPor Daniel de Carvalho LuzPalestra na APRH 13. Objetivo do aprendizadoARMPor Daniel de Carvalho LuzPalestra na APRH 14. NBR ISO 10015A International Standardization Organization - ISO, desenvolveu a Norma ISO 10015: Gesto daqualidade Diretrizes para treinamento, que enfatiza a importncia da gerncia de recursoshumanos e a necessidade de treinamento adequado. Editada no Brasil pela Associao Brasileirade Normas Tcnicas ABNT (1), a norma deixa claro que treinamento deve ser planejado edesenvolvido para atingir, entre outros, os seguintes resultados estratgicos: Aumentar a produtividade, o lucro, o retorno do investimento; Reduzir custos, desperdcios, acidentes, rotatividade do pessoal, e Melhorar continuamente a Gesto da Qualidade.Por Daniel de Carvalho LuzPalestra na APRH 15. APRENDIZADO Ensino EfetivoContextualizado e alinhado com os objetivos do negcioAprendizado acelerado Cognitivo, afetivo e psicomotor TradicionalENSINO 16. Ensinar x aprender Papel do facilitador: despertar no aprendiz odesejo de aprenderpor Daniel de Carvalho LuzPalestra na APRH 29 de agosto 2012 17. Resultado x mtodoAprendizado acelerado o resultadoalcanado, no o mtodo aplicado.por Daniel de Carvalho LuzPalestra na APRH 29 de agosto 2012 18. Interao entre os domnios de aprendizagem Cognitivo Vinculado com escalas que vo do Cognitivo conhecimento sntese e avaliao. AfetivoConhecimentoEficiente de Vinculado afetos, tradicionalprateleira valores,Aprendizado sentimentos,efetivo crenas.& Psicomotoracelerado Vinculado s Psicomotor habilidades doAfetivoSem contedo corpo. sOba-obapor Daniel de Carvalho LuzPalestra na APRH 29 de agosto 2012 19. Mente, corpo e coraoFORMA DE RETER O CONHECIMENTO NO PERCENTUALCREBRODE RETENO LER 10% OUVIR 26% VER 30% VER E OUVIR 50% CONVERSAR COM OUTROS70% FAZER 80% DIZER COMO ELES FAZEM 90% ENSINAR 95%Percentual retido de conhecimento em funo da forma detransmisso (Cook, 1998) 20. Lute contra a cultura que s desejaa resposta certa 21. Como medir um prdio com um barmetropor Daniel de Carvalho LuzPalestra na APRH 29 de agosto 2012 22. Algumas premissas do ALUm ambiente de aprendizado positivo;Envolvimento total do aprendiz;Colaborao e interao total entre aprendizes;Variedade de apelos e diversos estilos de ensino;Ensino contextualizado.por Daniel de Carvalho Luz 22Palestra na APRH 29 de agosto 2012 23. Principais diferenasHeres a comparison between some of the characteristics oftraditional learning vs. accelerated learning. These are tendencies only and not pure exclusive opposites.Traditional Learning tends to be:Accelerated Learning tends to be: Rigid Flexible Somber & seriousJoyfulSingle-pathedMulti-pathedMeans-centered Ends-centeredCompetitiveCollaborative Behavioristic HumanisticVerbal Multi-sensory Controlling NurturingMaterials-centered Activity-centeredMental (cognitive) Mental/emotional/physical Time-basedResults-basedpor Daniel de Carvalho Luz23Palestra na APRH 29 de agosto 2012 24. Ncleos, Contedos e PapisPapel do Reitor: Tecnologia Mercado GestoArticular ideias e aes, &alinhavar o contedo dosEngagement A. Pacheco & C.ncleos, apoiar e viabilizar D. Rosa & W. Sturm F. Trigo & E. Rocha Banzatorecursos para que a UNI JCcumpra sua misso eFinanas ReitoriaMelhoriaatenda os requisitos da ISO & contnua10015. Pro-reitoriaW. Angelim C. Zaim & D. LuzP. VitalPapel do Pr-reitorGerenciar a implantaoInovaoQualidadeManufaturados projetos e contedos &apresentados pelos ncleosM. ambientee aprovados pelo Reitor. M. Dias W. Sturm E. Kato & M. Marya 25. Multiplicando ConhecimentoUma boa maneira de dominar um assunto ENSINANDO Conhecimento tcito e conhecimento AprenderAprender explicito Multiplicar em sala ou no local de Ensinar trabalho Evidencias que o conhecimento Aplicar EnsinarAplicar contribui com resultadosEu posso lhe dar um diploma,...mas eu no posso lhe dar um crebro.O mgico de Oz Por Daniel de Carvalho Luz Palestra na APRH 26. MemriaAssociao e contextualizao POSTEGALINHA URSO PROFESSOR SANGUE BALDE MACACO CULOS MESA HOMEM BICICLETAMULHER DINHEIRO RVORE CASA BARATA CACHORRO SAPATO COMPUTADOR ELEFANTE 28 27. Qual o Valor de X 28. .. Aprendizado no o armazenamento passivo deinformao, mas aativa criao deconhecimento. 35PageJohnson Controls 35