20130401_br_brasilia

Click here to load reader

download 20130401_br_brasilia

of 16

  • date post

    06-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    215
  • download

    3

Embed Size (px)

description

 

Transcript of 20130401_br_brasilia

  • MN: 17C MX: 27C

    www.readmetro.com | leitor.bsb@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metrobsbsunny

    hazy

    snow rain partly sunny

    cloudy sleet thunder part sunny/showers

    showers

    thunder showers

    windy

    Lamapalooza no se corrige Filas e lama incomodaram o pblico PG. 10

    MN: 17C MX: 27C

    www.readmetro.com | leitor.bsb@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metrobsb

    Lugares sem lamaforam disputados

    EDUARDO ANIZELLI/FOLHA PRESS

    BRASLIA Segunda-feira,1 de abril de 2013Edio n 222, ano 1

    31% dos pais reconhecem que resistem cadeirinhaTrnsito. Pesquisa da Ong Criana Segura mostra que uso do equipamento de proteo para transportar crianas dentro de veculos ainda no est disseminado entre os motoristas. Especialistas sugerem que obrigatoriedade seja estendida para txis e veculos escolares PG .03

    Celebridades atraem 20 mil a TaguatingaInvestimentos em artistas famosos e tecnologia fazem da via-sacra a segunda mais vista do DF PG. 06

    Elba Ramalho interpretou Vernica | DIVULGAO

    O AUGE DE UM ASTRO POPJUSTIN TIMBERLAKE MOSTRA MATURIDADE EM NOVO LBUM PG. 11

    Lder norte-coreano defende ampliao de arsenal nuclearDeclarao refora estado de guerra com a vizinha Coreia do Sul, que anunciou manobras com os EUA PG. 08

    PATO CALA O MORUMBI No clssico dominado pelo So Paulo, atacante define a vitria do Corinthians por 2 a 1 PG. 16

    O atacante Alexandre Pato, que entrou no 2 tempo, sofreu pnalti num choque com Rogrio Ceni e marcou o gol que deu a vitria ao Corinthians | MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS

    O Jo

    rnal M

    etro im

    presso em pap

    el certifi

    cado

    FSC

    , com

    garan

    tia

    de m

    anejo flo

    restal re

    spon

    sve

    l, pe

    la Grfica Mou

    ra Ltda.

    RECICLE A INFO

    RMA

    O: PAS

    SE

    ESTE JO

    RNAL

    PAR

    A OUT

    RO LE

    ITOR

  • BRASLIA, SEGUNDA-FEIRA, 1 DE ABRIL DE 2013www.readmetro.com |02| {BRASIL}

    1FOCO1

    FOCO1

    FOCO

    Filiado ao

    O jornal Metro circula em 23 pases e tem alcance dirio superior a 20 milhes de leitores. No Brasil, uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicao e da Metro Internacional. publicado e distribudo gratuitamente de segunda a sexta em So Paulo, Braslia, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares dirios.

    EXPEDIENTEMetro Brasil. Presidente: Cludio Costa Bianchini (MTB: 70.145). Diretor de Redao: Fbio Cunha (MTB: 22.269). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso.Editor Chefe: Luiz Rivoiro. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso. Coordenador de Redao: Irineu Masiero. Gerente Executivo: Ricardo Adamo.

    Metro Braslia. Diretor-editor: Cludio Humberto. Editor-Executivo: Loureno Flores (MTB: 8075). Diagramao: Natalia Xavier. Gerente Executivo: Vandler Paiva Grupo Bandeirantes de Comunicao Braslia. Diretor Geral: Flvio Lara Resende.

    FALE COM A REDAOleitor.bsb@metrojornal.com.br061/3966-4610

    COMERCIAL: 061/3966-4615

    Editado e distribudo por Metro Jornal S/A. Endereo: SBS Quadra.02 - Bloco "Q" - Ed. Joo Carlos Saad - 15 andar. Braslia-DF - Cep: 70070-120. O jornal Metro impresso na Grfica Moura.

    Poltica e f

    Dom Paulo pediu ajuda ao papa

    Documentos da Santa S revelaram que o cardeal brasileiro dom Paulo Evaristo Arns pediu ao

    papa Paulo VI e Cria no Vaticano que criticassem os regimes militares sul-americanos nos anos 1970. O documento foi

    obtido pelo jornal O Estado de S. Paulo.

    Jlio Delamare ser demolido para a construo de estacionamento | BRUNA PRADO/METRO RIO

    A pouco mais de trs anos dos Jogos Olmpicos do Rio de Ja-neiro, a cidade sede j perdeu o veldromo, no tem mais nenhum estdio de atletis-mo, nem estdio de futebol capaz de receber um grande jogo. Agora, est prestes a ver mais um equipamento espor-tivo sumir do mapa. A prxi-ma vtima do Rio Olmpico o Parque Aqutico Julio Dela-mare, no Complexo Esporti-vo do Maracan.

    O Governo do Estado in-formou que o local ter que ser desocupado hoje, em cumprimento ao contrato assinado com a Fifa (Fede-rao Internacional de Fu-tebol). Aps passar por uma reforma para os Jogos Pan--Americanos de 2007, que consumiu R$ 10 milhes, o parque aqutico ser demo-lido para dar lugar a um es-tacionamento para o Mara-can, para servir Copa do Mundo de 2014.

    A medida ir desabrigar 5 mil pessoas alunos de na-tao, idosos e pessoas com deficincia, do Programa Es-porte e Qualidade de Vida e mais cerca de 150 atle-tas de base e de alto ren-dimento que treinam nas instalaes.

    um crime o que esto fazendo com a gente. Mui-tas pessoas fazem exerccios l para melhorar a sade. Em 2007 e em 2009, o prefei-to Eduardo Paes e o governa-dor Srgio Cabral disseram que jamais mexeriam na pis-cina, mas, depois de eleitos e reeleitos, esto passando por cima de todos. Virou uma di-tadura, reclamou Marli Mar-ques, 73, que faz hidrogi-nstica no local h 15 anos, encaminhada diretamente pela rede pblica de sade.

    A notcia da desocupao pegou todos de surpresa. Tan-to os atletas, como os partici-pantes dos projetos sociais dizem que s foram informa-dos na semana passada.

    Na tera-feira, anuncia-ram que aquele seria o l-timo dia de aula e que era para ns irmos ao Amrica (Football Club) no dia 22, pa-ra sabermos o nosso destino, que eles iriam negociar com outros clubes para nos rece-ber, contou a aposentada Laura Beatriz Pinto, 61, que faz hidroginstica e dana de salo h mais de 20 anos.

    Piscinas. Complexo esportivo reformado para o Pan de 2007 por R$ 10 milhes comea a ser desocupado hoje para dar lugar a estacionamentos que serviro ao Maracan

    Alunos criticam perda do espao | BRUNA PRADO/ METRO RIO

    Copa desabriga parque aqutico

    Num ato de extrema covardia, o governo vai destruir um importante complexo esportivo, que foi todo reformado com o nosso dinheiro. MRCIA WAJSENZON, ALUNA DE NATAO

    Essa piscina fez milagre na vida do meu filho, que chegou aqui em estado lamentvel. KTIA FERNANDES LOUZADA. O FILHO AUTISTA FREQUENTA O LOCAL H 6 ANOS

    RENATAMACHADOMETRO RIO

    Governo promete parcerias A Secretaria de Estado de Esporte e Lazer do Rio in-formou que o prazo pa-ra a desocupao do Julio Delamare no ser esten-dido, porque a data consta no contrato com a Fifa. Se-gundo o rgo, a desmobi-lizao do parque aqutico e do Estdio de Atletismo Clio de Barros (fechado em janeiro) estavam pre-vistos no cronograma da reforma do Maracan pa-ra atender s necessidades das obras e pela Fifa para a construo de equipamen-tos temporrios para a Co-pa das Confederaes e Co-pa do Mundo.

    Segundo a secretaria, o governo far parcerias com clubes localizados no entorno do Maracan, incluindo America FC, para no interromper as atividades dos alunos de natao. RM

    Justificativa

    Novidade. aberto maior observatrio do pas

    A partir do ano que vem de-ve entrar em funcionamento o maior observatrio astron-mico do pas aberto ao pbli-co, que ser construdo em Amparo, na Regio Metropo-litana de Campinas (SP).

    As obras do complexo as-tronmico, que contar com dois observatrios, um solar e um planetrio, comeam j neste ms, de acordo com a Sphaera Planetria, empre-sa que ser responsvel pela gesto do espao em parceria com a prefeitura de Amparo.

    Um dos observatrios te-r um telescpio refletor computadorizado, cuja aber-tura chega a 700 mm. Existe um maior em Minas Gerais, mas ele voltado apenas pesquisa. METRO CAMPINAS

    Observatrio ficar a 15 km do Centro de Campinas (SP) | DIVULGAO

    Uma turista estrangeira foi estuprada em uma van quan-do se dirigia Lapa, regio tu-rstica do Rio de Janeiro, com seu namorado, no sbado. Jo-nathan Foudakis de Souza, 20, e Wallace Aparecido Sou-za Silva, 22, foram presos co-mo suspeitos do crime pela Delegacia Especial de Apoio ao Turismo. O casal tambm foi forado a fazer saques e compras e o namorado da moa foi espancado. METRO

    Rio de Janeiro. Estrangeira violentada

  • BRASLIA, SEGUNDA-FEIRA, 1 DE ABRIL DE 2013www.readmetro.com {BRASIL} |03|

    Bom exemplo: Marcelo acostumou o filho Davi a andar na cadeirinha desde cedo | RICARDO MARQUES/METRO BRASLIA Mau exemplo: criana solta no banco de trs | RICARDO MARQUES/METRO BRASLIA

    Crianas ainda correm riscosA segurana de muitas crianas colocada em ris-co todos os dias, inclusive pelos prprios pais. Embo-ra tenha entrado em vigor em setembro de 2010, a lei sobre o uso obrigatrio de cadeirinhas para transpor-tar passageiros com at se-te anos e meio de idade ainda ignorada.

    O bombeiro Marcelo Monteiro, 31, ensinou o fi-lho Davi Garcia, 3, a utili-zar o equipamento de se-gurana. s vezes ele v os primos no banco da frente e questiona, afirma. Mas hoje acho que se tirarmos a cadeirinha, ele vai achar ruim, relata o pai.

    O comportamento, po-rm, ainda no amplamen-te seguido. Nada menos do que 31% dos pais declararam - numa recente pesquisa fei-

    ta pela ONG Criana Segura -, que no vem necessidade para o uso da cadeirinha.

    Uso restritoA resistncia dentro das fa-mlias, contudo no o ni-co fator que compromete a eficcia da lei. A resoluo 277 de 2008 do Cdigo Na-cional de Trnsito tambm omissa, pois s define as regras para carros de pas-seio. No exige, por exem-plo, cadeirinhas em carros alugados, txis e at nibus e vans escolares, que so de

    uso exclusivo para o trans-porte de crianas.

    A simples apresentao do comprovante de alu-guel do carro livra os mo-toristas da punio. No ca-so dos taxistas, o apelo para dispensar o uso financei-ro. A categoria alega redu-o de uma vaga no carro e tambm no aceitou nego-ciar a implantao do equi-pamento apenas em alguns veculos, como o