20130305_br_metro curitiba

Click here to load reader

download 20130305_br_metro curitiba

of 16

  • date post

    02-Feb-2016
  • Category

    Documents

  • view

    231
  • download

    0

Embed Size (px)

description

 

Transcript of 20130305_br_metro curitiba

  • EXPOSIES EM DOSE DUPLA

    ARTISTAS LAURA MIRANDA E JULIANE FUGANTI LANAM COLEES EM MOSTRAS NO ALFREDO ANDERSEN PG. 10

    CURITIBA Tera-feira, 5 de maro de 2013Edio n 453, ano 2

    sunny

    hazy

    snow rain partly sunny

    cloudy sleet thunder part sunny/showers

    showers

    thunder showers

    windy

    MN: 19C MX: 26C

    Nova Lei Seca derruba mortes em CuritibaFiscalizao rigorosa. Em comparao com fevereiro do ano passado, reduo neste ms foi de 40% na capital. Segundo balano da Delegacia de Delitos de Trnsito, nmero de pessoas detidas aumentou 34%. Neste final de semana, 16 foram presas PG. 04

    RODOVIA DUPLICADABR-376 a partir de Ponta Grossa entra em obras este ms PG. 03

    Sero 231 quilmetros de obras at Apucarana, na regio norte do Paran | DIVULGAO/RODONORTE

    Defesa de Bruno pode fazer acordo

    Com R$ 1,5 trilho, carga tributria bate novo recorde

    Objetivo reduzir possvel pena do goleiro. Julgamento comeou ontem em Contagem (MG) PG. 07

    Arrecadao de impostos atingiu 36% do PIB em 2012, uma mdia de R$ 8,2 mil por brasileiro PG. 08

    Bruno apareceu abatido | ALEX DE JESUS/FUTURA PRESS

    FESTIVAL DE CURITIBAAbertura vai acontecer na pera de Arame PG. 11

    DAVID BOWIEDepois de 10 anos, cantor lana lbum de inditas PG. 11

  • 02 FOCO CURITIBA, TERA-FEIRA, 5 DE MARO DE 2013www.readmetro.com

    1FOCO

    O jornal Metro circula em 23 pases e tem alcance dirio superior a 20 milhes de leitores. No Brasil, uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicao e da Metro Internacional. publicado e distribudo gratuitamente de segunda a sexta em So Paulo, Braslia, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares dirios.

    Editado e distribudo por Metro Jornal S/A. Endereo: rua Santa Ceclia, 802, Pilarzinho, CEP: 80820-070, Curitiba. Tel.: 041/3069-9200O jornal Metro impresso na Grfica RBS Zero Hora Editora Jornalstica S/A.

    EXPEDIENTEMetro Brasil. Presidente: Cludio Costa Bianchini (MTB: 70.145). Diretor de Redao: Fbio Cunha (MTB: 22.269). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Editor Chefe: Luiz Rivoiro. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso. Coordenador de Redao: Irineu Masiero. Gerente Executivo: Ricardo Adamo.

    Metro Curitiba. Gerente Executivo: Rodrigo Afonso. Editora-Executiva: Martha Feldens (MTB: 071). Editor de Arte: Antonio Virgili. Grupo Bandeirantes de Comunicao Curitiba - Diretor Geral: Andr Aguera. Grupo J. Malucelli - Presidente: Joel Malucelli.

    A tiragem e distribuio desta edio so auditadas pela BDO.30.000 exemplares

    FALE COM A REDAOleitor.ctb@metrojornal.com.br041/3069-9189

    COMERCIAL: 041/3069-9200

    A Secretaria Estadual da Sade confirmou ontem, na Assembleia Legislativa, uma queda de 53,19% na morta-lidade materna em 2012 no Paran. O balano foi divul-gado ontem pelo diretor ge-ral do orgo, Ren Santos, De acordo ele, os ndices de mortalidade materna e in-fantil atingiram o menor nmero da histria do Para-n no ltimo ano.

    No encontro, ele tam-

    bm destacou uma mudan-a administrativa na se-cretaria - que permitiu o repasse direto para os mu-nicpios. Os investimentos puderam ser aplicados mais rapidamente, disse. METRO CURITIBA

    ndices so os melhores da histria| SANDRO NASCIMENTO/ALEP

    Sade. Sesa aponta queda em mortalidade materna

    O Governo do Estado fechou o ano de 2012 com gastos em salrios de 46,67% sobre a re-ceita lquida, enquanto o li-mite prudencial imposto pe-la lei de responsabilidade (LC 101/2000) de 46,55%. Os n-meros foram divulgados on-tem, pelo secretrio estadual da fazenda Luiz Carlos Hauly, durante uma prestao de contas na Assembleia Legisla-tiva do Paran.

    Extrapolando o limite le-gal, o Paran pode ficar im-possibilitado de dar aumen-tos ao funcionrios ou de fazer novas contrataes. Hauly disse, no entanto, que isso no deve ocorrer. Pas-samos do limite um pou-quinho e agora precisamos de equilbrio fiscal - quando abrir uma brecha liberamos novas aes, afirmou.

    Ele admitiu, no entanto, problemas no caixa no ltimo ano - fruto de emprstimos bloqueados e receitas em bai-xa. Todos sabem das dificul-

    dades que vivemos, estamos no limite do limite. Se ns ti-vssemos tido as receitas, no estaramos com esta limita-o. Temos que trabalhar nos dois lados - receitas e despe-sas, mas no podemos parar o Estado, agora que estamos deslanchando, afirmou.

    Pelo balano da secre-taria, houve em 2012, em comparao com 2011, um aumento de 11,92% nos gastos brutos com funcio-nalismo. A evoluo em va-lor real ficou em 6,3%.

    Funcionalismo. De acordo com secretrio estadual da fazenda, governo do Paran gastou 46,67% em pagamento de funcionrios em 2012, enquanto lei exige 46,55%. Receitas ficaram abaixo do esperado, disse ele

    Receitas ficaram abaixo do esperado | SANDRO NASCIMENTO/ALEP

    Gasto com pessoal chega ao limite da LRF

    R$ 2,8 biforam aplicados pelogoverno do Estado em sade, em 2012, segundo secretrio.

    Comisso da Copa 2014

    Paulo Rink presidenteO vereador Paulo Rink (PPS) foi eleito ontem presidente da Comisso Especial para Acompa-nhamento dos Assuntos Relacionados Copa do Mundo de 2014 e Olim-pada de 2016. O colegia-do ser formado por nove vereadores e ter 24 me-ses de durao, prazo que

    pode ser prorrogado.

    Convnios com governo federal diminuramNo ano passado, os convnios do governo do Paran, com o governo federal somaram R$ 336 milhes, valor que fi-cou 5,4% menor do que em 2011. O secretrio Luiz Car-los Hauly, no entanto, evitou crticas diretas administra-o federal, ontem. Podera-mos dizer que o Paran vem sendo esquecido? Estamos sofridos, mas eu mesmo te-nho defendido a poltica eco-nmica, afirmou.

    Ele reclamou, no entanto, que ano a ano os repasses fe-derais vm diminuindo. Os estados e as prefeituras es-to enfraquecendo estrutural-mente, o choro grande mas a deciso pouca, disse. METRO CURITIBA

    Se tivssemos tido as receitas, no estaramos com essa limitao. No podemos parar o Estado, que est deslanchando.LUIZ CARLOS HAULY, SECRETRIO

    THIAGO MACHADOMETRO CURITIBA

    Presidente da Urbs ser questionado por vereadoresO presidente da Urbs, Roberto Gregrio da Silva Junior, vai partici-par hoje de uma sesso na Cmara Municipal de Curitiba. A presena dele foi confirmada on-tem pelo lder do pre-feito na casa, vereador Pedro Paulo (PT), que fez o convite.

    De acordo com o parlamentar, o gestor foi convidado pela me-sa diretora do legislati-vo para falar sobre os primeiros dois meses de sua gesto. METRO CURITIBA

    Deputados analisam a criao de nova secretariaA CCJ (Comisso de Constituio e Justia) da Assembleia Legisla-tiva do Paran vai ana-lisar hoje o projeto de lei do governador Beto Richa (PSDB) que cria a Secretaria de Estado do Governo.

    A proposta define que todos os funcion-rios em comisso da Casa Civil passariam a trabalhar para a nova secretaria. Alm disso, seriam criados mais 40 cargos para o Governo do Estado. METRO CURITIBA

    Administrao Tarifa

    A Assembleia Legislativa anunciou ontem a devolu-o de R$ 10 milhes pa-ra o governo do Estado. O presidente da casa, depu-tado Valdir Rossoni (PSDB), disse o que os recursos se-ro usados para a compra de nibus de transporte escolar para alunos com deficincias. So recursos pequenos perto do volume destinado ao programa. Mas que eles possam ajudar, disse Ros-soni. De acordo com a Alep, neste ano sero economiza-dos at R$ 200 milhes. METRO CURITIBA

    Transporte. Assembleia devolver R$ 10 milhes

    Dlar- 0,50%(R$ 1,97)

    Bovespa - 0,68%

    (56.499 pts)

    Euro+ 0,09% (R$ 2,57)

    Selic (7,25%)

    Salrio mnimo(R$ 678)

    Cotaes

  • Vamos pedir a reduo em funo da necessidade da obra, do ndice de acidentes e da importncia que tem essa ligao entre o Sudeste, o Sul e o Mercosul.

    SRGIO MALUCELLI, PRES. DA FETRANSPAR

    03CURITIBA, TERA-FEIRA, 5 DE MARO DE 2013www.readmetro.com FOCO

    Na segunda quinzena des-te ms, mquinas j esta-ro na pista para a dupli-cao da BR-376, a Rodovia do Caf. A ordem de servi-o ser assinada na quinta--feira pelo governador Beto Richa (PSDB) em evento no Trevo do Caetano, na regio de Ponta Grossa.

    justamente ali por on-de as obras devem comear, segundo informaes do go-verno. Elas sero feitas at o municpio de Apucarana (regio Norte do Paran), numa extenso de 131 qui-lmetros toda a rodovia tem 244 quilmetros, mas apenas 13 deles j esto du-plicados, na Serra do Cadea-do, entre Mau da Serra e Ortigueira.

    A expectativa do Esta-do que tudo fique pronto at 2015. No entanto, devem terminar no ano que vem os primeiros 13 quilmetros do projeto, do KM 476 at o KM 463, na regio de Ponta Grossa. Nele sero constru-dos quatro retornos, alm de uma ponte sobre o rio Tiba-gi e um viaduto sobre a rede ferroviria.

    A duplicao da Rodo-via do Caf est prevista no contrato de concesso da Ro-doNorte, que vai executar o projeto. Elas prometem me-

    lhorar o trfego principal-mente em trechos de alto movimento, como na regio de Ponta Grossa, por onde circulam diariamente 8 mil veculos, segundo informa-es da RodoNorte.

    Ainda conforme a con-cessionria, se houver ne-

    cessidade de bloqueios de trnsito, eles sero infor-mados aos motoristas de acordo com o andamento das obras.

    Segurana. Governador Beto Richa assina ordem de servio na quinta-feira. Obra ser feita nos 231 quilmetros entre Ponta Grossa e Apucarana e deve ficar pronta em 2015

    Obras tero incio na regio de Ponta Grossa | DIVULGAO/RODONORTE

    Duplicao da Rodovia do Caf comea este ms

    Previsto para ser finaliza-do em quatro anos, o proje-to de duplicao do trecho de 19 quilmetros na Serra do Cafezal, na BR-116, entre Curitiba e So Paulo, deve ficar pronto seis meses an-tes. A obra comea em a